Paginas

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Renan Filho gasta em um ano gasolina suficiente para dar 60 voltas ao mundo


por Fabio Guibu
da Folha
Administrada por Renan Calheiros Filho (PMDB), 26, herdeiro político do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), a Prefeitura de Murici adquiriu no ano passado R$ 762.347,21 em combustíveis e lubrificantes, valor equivalente a cerca de dois meses do orçamento local. Com esse dinheiro, seria possível comprar 267.490 litros de gasolina ao preço médio de R$ 2,85 e rodar de carro cerca de 2,4 milhões de quilômetros, distância igual a 60 voltas ao mundo pela linha do equador.
A aquisição dos combustíveis foi autorizada por meio de dois contratos assinados pelo prefeito e publicados no “Diário Oficial” do Estado. Os valores contratados são de R$ 152.527,21 e R$ 609.820,00. O prefeito Renan Filho nega qualquer irregularidade no processo de compra e na utilização dos combustíveis. “O consumo está completamente dentro da realidade”, declarou.
Frota grande
Segundo ele, a frota municipal “é grande”, as máquinas e caminhões trabalham muito e alguns veículos viajam diariamente a Maceió (distante 60 km) e eventualmente a Recife (a 240 km de Maceió), para levar estudantes e pacientes. De acordo com Renan Filho, a frota da Prefeitura de Murici, incluindo veículos locados, é composta por oito ônibus, dois caminhões de lixo, cinco caçambas, dois tratores, cinco ambulâncias, uma camionete S-10 e oito carros de passeio.
Com uma área de 424 km2, Murici tinha 24.671 habitantes no último Censo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2000, mas o Datasus estima que o município tem hoje apenas 21.225.
Com os 267.490 litros de gasolina que poderiam ser comprados com o dinheiro seria possível percorrer de carro 40 mil vezes a distância entre Murici e Maceió ou fazer 109 viagens diárias entre as duas cidades por um ano, incluindo sábados, domingos e feriados.
Orçamento
A cidade, terra natal do clã Calheiros, sobrevive com um orçamento médio de R$ 400 mil por mês. Segundo o prefeito, existem mil servidores municipais, e a folha de pagamento da administração consome 53% dos recursos da prefeitura.
Uma nova autorização para compra “emergencial” de combustíveis e lubrificantes, no valor de R$ 115.900,00, foi assinada por Renan Filho e publicada no “Diário Oficial” do Estado em janeiro deste ano.
Eleito prefeito de Murici com 6.256 votos em 2004, Renan Calheiros Filho sucedeu seu tio Remi Calheiros, que governou a cidade por oito anos. Dos nove vereadores de Murici, sete apóiam o atual prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário